Enem 2021 – O que estudar?

O Exame Nacional do Ensino Médio é a porta de entrada para milhões de estudantes que desejam ingressar em um Curso Superior, seja para uma Instituição Pública ou Privada.

O Exame também é muito famoso por ser aceito fora do país, mais precisamente em Portugal, uma porta de entrada para o Continente Europeu.

As provas contém questões sobre Matemática, Ciências da Natureza, Linguagens e Ciências Humanas.

Como se preparar para as provas?

Assim como é muito importante estudar, você precisará focar nos assuntos que irão cair nas provas. A minoria atinge uma pontuação baixa, sendo assim o seu esforço uma recompensa muito provável de uma boa nota.

Busque dados de provas anteriores e de estudantes que obtiveram notas altas. Assim que você ver os assuntos, terá uma base do que irá precisar estudar.

Questões para estudar em Matemática: Regras de três, porcentagem, interpretação de gráficos, medidas para dados simples e similares;

Questões para estudar em Português: Funções que retratam a linguagem e gramática, semântica, sintase, gêneros textuais e interpretação de texto;

Questões para estudar em Literatura: Figuras de linguagem, barroco, naturalismo e realismo, obras literários, poemas de escritores brasileiros, poesias e contos;

Questões para estudar em Física: Eletricidade, ondas, mecânica e acústica;

Questões para estudar em Química: Unidades de concentração, radiação, soluções e oxidações;

Questões para estudar em História do Brasil: Período de escravidão e colonização do país, Epoca do Regime Miliar, Era Vargas e Democracia desde 1988;

Questões para estudar sobre História Geral: Revolução Industrial, Primeira e Segunda Guerra Mundial, Nazismo e Fascismo, Guerra Fria e Liberalismo;

Questões sobre Geografia: Migrações, Agricultura do Brasil, Geopolítica, IDH e blocos econômicos;

Questões sobre Educação Física e Artes: Esportes, artes marciais, renascimento, cubismo e cultura;

Redação: Temas que sejam relevantes durante o ano ou que foram levados em conta nas últimas redações;

Aplicação da Prova do Enem em 2021

As provas serão aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021. As provas escritas serão presenciais, sendo que em 31 de janeiro e 07 de fevereiro de 2021 são as datas marcadas para as provas digitais. Todo os 26 estados mais o Distrito Federal irão ter a aplicação da prova.

Os portões são abertos as 12h e fechados as 13h. As provas se iniciam meia hora depois e no primeiro dia de prova o término acontece as 19h. No segundo dia de prova, os portões se fecham as 18h30.

Novidades – Prova do Enem Digital

O Inep emitiu um comunicado que a partir do ano de 2026 não irá mais aplicar a prova do Enem Digital. O exame passará a ser 100% digital.

Os principais pontos de mudanças são:

  • Enem terá duas aplicações anuais: Isso também inclui o formato digital;
  • O ENEM 2020 digital é exclusivo para participantes que tenham terminado o Ensino Médio;
  • O valor da inscrição irá ser o mesmo para todos os participantes;
  • Entre os anos de 2021 e 2025, o Inep irá ampliar o Enem Digital, para que esse tenha uma participação opcional;

Enem confirma que prova digital irá ser precavida de colas

Todos os computadores da prova digital estarão sem acesso a Internet. O candidato também não poderá usar programas de edição de texto, como Word. Haverá todo o esquema de proteção que já acontece no modelo impresso, como guardas que verificam os candidatos quando estes vão ao banheiro.

Disposição dos computadores – Entenda

O Inep irá selecionar apenas instituições que estão com um padrão mínimo de computadores. A disposição de máquinas na sala de aula também irá depender de cada local.

Assim como na versão impressa, a prova terá quatro cores. As questões também serão em ordens diferentes, tudo feito para evitar uma possível cola.

Na versão impressa, os alunos que fiquem até os últimos 30 minutos, também terão direito de levar os gabaritos para a sua casa. Quando o Inep divulgar o Gabarito Inicial, será possível conferir as respostas e ter uma ideia do número de acertos.

No Enem Digital pelo fato de não haver questões impressas, o candidato poderá escrever em uma folha de rascunho quais serão as questões que ele assinalou. Ficaria mais fácil se ele pudesse imprimir esse rascunho depois de digitar, mas vamos entender o Inep.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *